Notícias - A confiança no esporte não pode parar - Rodoviário Camilo dos Santos

A confiança no esporte não pode parar

 2020 tinha tudo para ser o ano em que o esporte ganharia ainda mais projeção no cenário mundial. Afinal, teríamos os tão aguardados Jogos Olímpicos, pela segunda vez na capital japonesa Tóquio, reunindo 11 mil atletas de 206 países. E começamos bem, como foi comprovado em fevereiro, em Berlim, na cerimônia do Oscar do Esporte, o Laureus. Em sua 20ª edição, o evento considerou que estamos vivendo a era dos melhores de todos os tempos. Ou seja, nomes como Lewis Hamilton, Lionel Messi (os vencedores), Rafael Nadal e Tiger Woods poderiam concorrer não só como os melhores atletas masculinos do ano, mas também da história. Por aqui, muito influenciado pelas Olimpíadas, 2020 também prometia ser o ano em que o tema esporte teria destaque. Até que chegou a pandemia...

 
Nadador paralímpico do Clube Bom Pastor e atleta patrocinado pela Camilo dos Santos, Gabriel Schumann Mattoso, de apenas 21 anos, coleciona resultados impressionantes, como o segundo melhor tempo do Brasil, 19° melhor do mundo, oito vezes campeão regional, além de ter subido ao pódio cinco vezes no Open Internacional de Natação. E, ao que tudo indicava, 2020 prometia ser ainda melhor, tendo faturado, em 2019, cinco medalhas de Ouro e duas de Prata, no Circuito Loterias Caixa, realizado em Uberlândia, e estar no páreo por uma vaga nas Paralimpíadas de Tóquio. Um sonho que, com a pandemia, teve que ser adiado mas a história de Gabriel mostra que isso não abala sua dedicação. Nascido prematuro, ele foi diagnosticado com paralisia cerebral aos oito meses de idade em consequência de uma infecção generalizada. O atraso no desenvolvimento motor foi um incentivo para que começasse a nadar. “Entrei para a natação aos dois anos e digo que ela e a fisioterapia mudaram a minha vida”, conta. A pandemia de 2020 só reforçou o comprometimento do atleta com o esporte. “Tentei me manter ativo, fazendo tudo o que fosse possível, mas com segurança. Investi em treinamento funcional e fiz fisioterapia duas vezes na semana, tudo para não me prejudicar muito na minha volta aos treinos.”
 
“É tão importante ter o meu nome associado a uma empresa que sempre apoiou o esporte.”
 
Gabriel Schumann, 21 anos Nadador paralímpico – atleta Camilo dos Santos
 
Além do cuidado com a saúde e a qualidade de vida, a natação se tornou uma profissão para Gabriel. “Sou muito competitivo, desde pequeno, e sempre quis viajar para competir. Meu sonho hoje é um dia competir fora do país e, como sou novo, acredito que tenho muitas chances de disputar competições pelo mundo”, afirma. Um sonho que, segundo ele, tem se tornado realidade com o apoio de empresas como a Camilo dos Santos. “Nossa parceria começou há dois anos, quando a empresa recebeu meu portfólio e se interessou em me apoiar, me proporcionando recursos financeiros que são investidos totalmente na minha carreira de atleta.” Mais do que recursos financeiros, ele conta que ter o nome vinculado ao da Camilo dos Santos é motivo de muito orgulho. “A carreira de atleta muitas vezes não é vista como profissional. Por isso é tão importante ter o meu nome associado a uma empresa que sempre apoiou o esporte e, especialmente, o esporte paraolímpico que vem crescendo de forma significativa desde a Paraolimpíadas”, explica.